Sargentos da Brigada passam mal em curso

25

Um grupo de alunos da Academia Polícia da Brigada Militar passou mal na manhã de ontem na Capital. Após apresentarem um quadro clínico de intoxicação alimentar, os cerca de 30 sargentos que fazem o curso para se tornarem tenentes foram levados para o hospital da corporação.

A intoxicação atingiu uma das turmas atualmente em atividade na academia – são mais de 200 em curso. Os PMs começaram a passar mal no meio da manhã. Por determinação da direção da unidade, o grupo foi levado imediatamente para atendimento médico.

No final da tarde, pelo menos dois policiais ainda continuavam em observação no hospital, onde recebiam soro para reidratação.

As causas da intoxicação serão apuradas pelo Departamento de Ensino. A principal suspeita é de que o problema tenha origem alimentar. Entre as hipóteses, está a de que o grupo tenha sido contaminado com alimentos servidos no café da manhã na academia por uma empresa terceirizada, que não teve o nome divulgado pela corporação. Também será apurado se o grupo não participou na noite de anterior de algum encontro coletivo, onde fora servido algum prato.

– O hospital da Brigada acionou a Vigilância Sanitária para que apure se houve alguma contaminação em alguma refeição servida aqui – comentou o subdiretor do Departamento de Ensino, tenente-coronel Roget da Rosa.

O oficial diz se tratar de um evento isolado. Conforme ele, os PMs que estão em curso recebem três refeições por dia (café da manhã, almoço e janta) – os que permanecem em alguma atividade noturna ainda têm mais um lanche.

– São raros episódios como esse. E eles comem aqui todo o dia. Vamos investigar para descobrir o que aconteceu – ressaltou.

 

ZERO HORA