União dos Militares do Brasil diz que pretende fazer o “apagão da segurança pública”

28

Presidente da entidade destaca a união dos quatro setores da segurança na Paraíba.

 

O presidente da União dos Militares do Brasil, coronel João de Moura, fez um dos discursos mais ‘calorosos’ na assembléia geral realizada por profissionais da segurança pública em João Pessoa, nessa quinta-feira (10).

De acordo com o coronel, a entidade – que foi criada em Pernambuco e busca aglutinar forças de todos os estados – pretende continuar as mobilizações em defesa da PEC 300 (nacional), só que percorrendo as unidades da federação, e não apenas se concentrando em Brasília.

Segundo Moura, os movimentos devem começar pelos estados do Nordeste, aproveitando o momento vivenciado na Paraíba para irradiar as estratégias de reivindicações. 

– Vamos fazê-los por região. Nós vamos levantar o Nordeste e causar o apagão da segurança pública – disse o coronel.

Ele elogiou o fato de todos os setores da segurança paraibana estarem unidos em prol da concretização da lei que concede o reajuste salarial das categorias.
 
ParaibaemQAP