Entidades reivindicam aumento do teto para compra da casa própria

26

Três entidades de classe reivindicam o aumento do teto remuneratório para que servidores da segurança possam ser contemplados em programas de compra da casa própria com financiamento da Caixa Econômica Federal.   

O documento foi encaminhado ao secretário de Segurança Pública, Airton Michels, a partir de ofício conjunto da Ugeirm, Abamf (Associação Beneficente Antônio Mendes Filho), ASSTBM (Associação dos Sargentos, Subtenentes e Tenentes da BM) e Amapergs (Sindicato dos Servidores Penitenciários do RS).  

As entidades reivindicam que o teto de remuneração para permitir em compra de imóvel com taxa de juros parcialmente subsidiada seja ampliado para 4.360 reais – ou oito salários mínimos. Isso permitiria contemplar maior número de servidores da segurança pública do Rio Grande do Sul.  

O governo estadual anunciou, este ano, acordo de cooperação do Estado do Rio Grande do Sul e a Caixa Econômica Federal. Pelo anúncio formalizado, os servidores da segurança pública gaúcha poderiam pleitear linha de crédito independentemente de restrição cadastral (SPC ou Serasa).

Fonte: Ugeirm