Governo propõe abono de R$ 300 a servidores da Brigada Militar

27

Não há, no entanto, data prevista para que este abono seja incorporado ao contracheque

O governo do Estado apresentou na tarde desta segunda-feira a proposta aos servidores da Brigada Militar. Foi proposto um abono de R$ 300, pago em duas parcelas: R$ 140 em outubro e R$ 160 a partir de abril. Para a categoria dos soldados, a proposta contempla o reajuste salarial de 25% que era exigido. Não há, no entanto, data prevista para que este abono seja incorporado ao contracheque das categorias.

De acordo com Leonel Lucas, presidente da Associação Beneficente Antonio Mendes Filho (ABAMF), que representa os cabos e soldados, a proposta foi bem recebida. No entanto, ainda falta contemplar as exigências em relação às promoções para soldados e ao calendário de pagamentos de 2014. O assunto deve ser discutido em uma nova reunião, na quinta-feira.

A reivindicação por melhores salários levou PMs a realizarem uma série de protestos desde o início de agosto no Rio Grande do Sul.

O presidente da Associação dos Sargentos Subtenentes e Tenentes da Brigada Militar (ASSTBM), Olívio Moura, afirmou que o governo se comprometeu a incorporar o abono aos salários.

— Recebemos a garantia que, até o final deste governo, esta vantagem será incorporada aos vencimentos.

A reivindicação por melhores salários levou PMs a realizarem uma série de protestos desde o início de agosto no Rio Grande do Sul.

Mais informações em instantes

ZERO HORA