RN- Valores apresentados pelo Governo do Estado ficam abaixo das expectativas dos policiais e bombeiros militares

39

Na tarde de terça-feira (27) representantes das associações dos policiais e bombeiros militares do Estado do Rio Grande do Norte e seus respectivos Comandantes Gerais se reuniram com a equipe econômica do Governo para tratar da implantação da remumeração através do subsídio.

O Secretário de Administração, Anselmo Carvalho, apresentou a proposta do Governo para implantação do subsídio dos militares estaduais já a partir de abril de 2012. Contudo, a proposta apresentada ficou muito abaixo do esperado pelos militares estaduais. Isso por que o prazo dado para a implantação da nova remuneração se estende até o ano de 2015 com valores muito abaixo da expectativa dos militares.

A proposta apresentada pelo Governo prevê o valor inicial de R$ 1,9 mil para os soldados já a partir do mês de abril/2012, chegando a R$ 2,8 mil em setembro/2015. Já para os coronéis, postos mais elevado da hierarquia militar, o subsídio inicial seria de R$ 11 mil em abril/2012, percebendo ao final (setembro/2015) o subsídio de R$ 17 mil.

Com a nova tabela, porém, os Soldados passariam a perceber um subsídio equivalente a 16% do subsídio do Coronel, muito abaixo do que previa a proposta inicial que seria de 20%. Atualmente, contudo, o soldo do Soldado equivale a cerca de 25% do soldo do Coronel.

Tabela de valores apresentada pelo Governo aos militares estaduais

Outra disparidade apresentada pela proposta é quanto a implantação do anuênio, já que o próprio Secretário de Administração afirmou ser inviável a permanência de índices equivalentes a tempo de serviço. Com isso, após a implantação da tabela apresentada pelo Governo, em 2015 um Soldado com dez anos de serviço prestado receberia R$ 277 a mais no subsídio, enquanto o Coronel, se possuidor mesmo tempo de serviço (dez anos) – o que geralmente ultrapassa, passaria a receber R$ 1,7 mil sobre o subsídio.

Associações marcam Assembléia Geral para apresentar valores a categoria

Com a proposta do Governo, que de imediato desagradou grande parte da tropa, principalmente as praças, as Associações policiais e bombeiros militares marcaram uma Assembléia Geral para discutir os novos valores com a categoria.

A assembléia está marcada para acontecer às 14 horas da próxima terça-feira (4) no Clube Tiradentes, em Natal.

Blog