O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Adão Villaverde, instalou a Frente Parlamentar em Defesa da Segurança Pública. Proposta e coordenada pelo deputado Gilberto Capoani, a primeira reunião de trabalho do grupo ocorrerá quinta-feira, às 11h, na Assembleia Legislativa. Villaverde classificou a ação como fundamental por ser a segurança pública uma das principais prioridades da população na aplicação dos recursos públicos. Segundo ele, a frente terá toda a infraestrutura para produzir um profundo diagnóstico que aponte saídas ao poder público para enfrentar “esse quadro difícil e complexo”.

O deputado Capoani registrou que a adesão de todos os parlamentares à proposta de criação da frente parlamentar demonstra a preocupação e o comprometimento da Casa com a segurança pública. Ele garantiu que o tema será debatido de forma ampla e apartidária.

O parlamentar também enfatizou que, em pesquisas de opinião, a segurança pública, a saúde e a educação são as áreas que sempre aparecem nas três primeiras posições como as que mais preocupam e demandam atenção por parte da população. Capoani alertou para o fato de que, no Rio Grande do Sul, está se investindo menos em segurança pública. De acordo com ele, no ano passado, foram gastos R$ 2,611 bilhões, 11% a mais do que o previsto para o orçamento do próximo ano, 2012, que estima o gasto de R$ 2,134 bilhões.

A frente parlamentar também deverá tratar de temas referentes à necessária recomposição dos efetivos da Brigada Militar, sobre a Susepe e a Polícia Civil, a superlotação dos presídios, a questão dos presos provisórios, que atualmente ocupam 45% das vagas do sistema carcerário gaúcho, a necessidade de investimentos em equipamentos e em formação de pessoal.

Correio do Povo

Deixe um comentário