MP abre inquérito para apurar ação da PM em desocupação na USP

30

Da Redação

O Ministério Público (MP) solicitou nesta segunda-feira (21) a abertura de inquérito para investigar possíveis arbitrariedades por parte da Polícia Militar (PM) na desocupação da Reitoria da USP. O pedido da Promotoria diz respeito à atuação da PM no Crusp (Conjunto Residencial da USP) durante a operação, realizada na madrugada do dia 8 de novembro.

Conforme denúncias, os policiais militares teriam usado bombas de efeito moral, feito ameaças e bloqueado o caminho de estudantes. O caso será analisado pelo Decap (Departamento de Polícia Judiciária da Capital), para a Corregedoria da PM e para o Gecep (grupo do Ministério Público que fiscaliza a polícia).

A investigação vai ser aberta pela Polícia Civil assim que o documento for entregue, segundo o diretor do Decap, Carlos Pascoal de Toledo. Até esta segunda (21), a denúncia não havia sido recebida pelo Decap, nem pela PM.

Com informações da Folha de S. Paulo

Sul21