A bancada do PPS reiterou, nesta terça-feira, apoio à luta dos Delegados de Polícia pelo realinhamento com as demais carreiras jurídicas, em especial com os procuradores do Estado. Reunidos com a Comissão de Relações Políticas da Associação dos Delegados de Polícia do RS (Asdep/RS), os deputados Luciano Azevedo e Paulo Odone receberam documento que expõe os principais argumentos que sustentam a posição da categoria.

Atualmente, conforme os delegados, a diferença de remuneração em relação aos procuradores é superior a 100%. Eles destacaram a disposição de continuar encaminhando junto ao governo uma solução. “Estamos seguros e confiantes no nosso direito em relação aos procuradores, que se constituem em perfeito e constitucional tratamento isonômico, ou seja, mesmo tratamento remuneratório para carreiras cujo requisito de investidura e conteúdo ocupacional sejam semelhantes entre si”, diz um trecho do documento entregue aos deputados. Não se justifica, conforme a categoria, que o delegado receba menos da metade do que é pago às demais carreiras jurídicas e que, ao final da carreira, com todas as promoções e vantagens temporais possíveis, o delegado de polícia receba remuneração menor do que os procuradores do Estado e os defensores públicos em início de carreira.

Luciano e Odone manifestaram apoio à categoria e defenderam que o governo enfrente a situação e apresente proposta digna aos delegados. Eles lembraram que em pelo menos 15 estados os vencimentos básicos dos delegados de Polícia são maiores do que no Rio Grande do Sul.

© Agência de Notícias-AL

Deixe um comentário