Governo apresenta calendário de reajuste a delegados

62

Conforme a proposta, salário do delegado de 4ª classe pode chegar a R$24 mil em 2018

O governo do Estado apresentou aos delegados de polícia calendário de pagamento, através de subsídios, prevendo reajuste salarial à categoria a partir de 2013. A tabela apresentada pelo secretário da Casa Civil, Carlos Pestana, se encerra em 2018, com um delegado de 4ª classe podendo ganhar até R$24.117. Hoje, no início de carreira, o vencimento pago é de R$ 7mil e a projeção para 2013 é de R$8,5 mil.

Carlos Pestana afirma que o calendário permite reajustes substanciais e que outras categorias da Segurança Pública que venham a fazer novas reivindicações devem entender que nesta proposta os delegados vão ficar sem qualquer aumento durante dois anos: em 2011 e 2012.

A assembleia dos delegados de polícia para avaliar a proposta ocorre às 19h de hoje. A oferta do Executivo é vista de forma positiva pela maioria, pois se aproxima da exigência de igualdade com os vencimentos dos procuradores, embora em um periodo dilatado.

Policiais querem reajuste concedido a delegados

Presidente da Ugeirm-Sindicato admite a realização de greve se benefício não for estendido a outras categorias

Policiais civis alertam que nenhuma outra categoria pública garantirá um reajuste anual superior a 20% como o que está sendo permitido aos delegados. O presidente da Ugeirm-Sindicato, Isaac Ortiz, confirmou assembleia para esta quinta-feira de inspetores, investigadores e escrivães. No período da tarde, um documento será entregue no Palácio Piratini solicitando urgência em encontro com o secretário da Casa Civil, Carlos Pestana.

Ortiz afirma que se benefício semelhante não for estendido a outras carreiras que compõem a Polícia Civil, haverá greve a partir de março, já que somente os delegados saberão qual será o seu futuro em seis anos e que ele estará garantido.

O secretário da Casa Civil, Carlos Pestana, ao anunciar o calendário para os delegados, já havia dito que outras carreiras da Segurança Pública terão todo o ano de 2012 para novas negociações, ponderando que os delegados acumularão dois anos sem reajuste salarial.

Fonte: Voltaire Porto/Rádio Guaíba