Correio do Povo: ASSTBM não descarta greve

31

Em busca de aumento salarial, os integrantes da Associação dos Sargentos, Tenentes e Subtenentes (ASSTBM), em assembleia, formaram uma Comissão de Crise para negociar com o governo. A categoria alega que o RS tem o pior salário para sargentos, subtenentes e tenentes no Brasil.

Segundo o presidente da associação, Aparício Costa Santellano, não está descartada a possibilidade de greve, caso o Estado não faça uma contraproposta até o final do mês. “Há um achatamento salarial e uma sobrecarga de tarefas e pouca valorização para todos”, afirmou. Na semana passada, a categoria discutiu alternativas para que o governo valorize a verticalidade salarial, além da recuperação das perdas salariais dos sargentos.

De acordo com Santellano, é preciso uma proposta linear, ou seja, índice igual para todos servidores de nível médio. “O contracheque tem que ser proporcional aos vencimentos dos coronéis, os maiores da BM”, disse. A ASSTBM espera audiência com o Chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, para apresentação de proposta à categoria.

 

Correio do Povo