Sargentos e tenentes fazem assembleia geral para avaliar proposta de verticalidade salarial do governo

36

Presidente da ASSTBM acredita que categoria vai rejeitar a proposição

A assembleia geral começou às 10h30min e acontece na sede da Associação dos Sargentos, Subtenentes e Tenentes da Brigada Militar, no bairro Partenon, em Porto Alegre. Na pauta, os representantes das regionais em todo o Estado vão informar a posição da categoria nessas localidades em relação à proposta feita pelo governo do Estado.

O presidente da ASSTBM, Aparício Santellano, acredita que a tendência é que a categoria rejeite a proposta de verticalidade no pagamento dos vencimentos dos servidores.

Um dos pontos criticados pela associação é que a proposta do Executivo não deixa claro os valores a serem pagos a um coronel da BM, cujo salário servirá de base para os cálculos. Após negociações entre a Casa Civil e a Associação de Oficiais da Brigada Militar, o reajuste não foi revelado, mas especula-se que a quantia gire em torno de R$ 9,5 mil, mais vantagens.

O resultado da assembleia geral que está em andamento será levado ao governo gaúcho pela Associação dos Sargentos e Tenentes da Brigada Militar.

     Ouça o áudio: Presidente da ASSTBM, Aparício Santellano

Fonte: Janine Souza / Rádio Guaíba