Divulgado nesta terça-feira, a 6ª edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, produzido pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), apontou o Rio Grande do Sul como Estado que mais reduziu percentualmente seus gastos com o Segurança Pública no ano passado em relação a 2010. Segundo o estudo, a redução foi de 28,4%, colocando o Estado entre os seis que teriam cortado recursos. Questionado pela Secretaria da Segurança Pública (SSP), o levantamento aponta que o governo gaúcho investiu R$ 1,8 bilhão em 2011, contra R$ 2,6 bilhões no ano anterior. Neste mesmo período, os gastos com segurança pública no Brasil cresceram 14%, chegando a R$ 51,5 bilhões. — De maneira geral, os Estados aumentaram seus investimentos na área. É importante salientar, no entanto, que há diferenças entre o que cada um entende como gasto em Segurança Pública. Em um Estado, a iluminação pode entrar nessas despesas, em outro não — explica a cientista social Samira Bueno Nunes, a secretária-executiva do Fórum. Em entrevista a Zero Hora, o secretário da Segurança Pública, Airton Michels, discordou do estudo: — Não sei os critérios adotados pelo estudo. O que possa garantir é que temos aumentado orçamento ano a ano, em uma média de 7%. O levantamento, realizado a partir do cruzamento e da consolidação das informações da Secretaria do Tesouro Nacional e do Ministério da Fazenda, indica ainda que São Paulo foi o Estado que destinou mais recursos ao setor: R$ 12,26 bilhões. O montante é 67,38% superior ao do ano anterior.

Fonte: Zero Hora 

Francisco Amorimfrancisco.amorim@zerohora.com.br

Deixe um comentário