O que pensam os PMs do DF sobre o ingresso com nível superior

61

Dia 19 de novembro do corrente ano, em uma breve passagem por Brasília nossa Capital Federal, o diretor de Comunicação da ASSTBM, Dagoberto Valteman teve a oportunidade de encontrar com alguns Policiais Militares, e, como não poderia deixar de ser resolveu abordá-los e sutilmente discutir alguns assuntos de interesse comum para todos os da mesma categoria. Falaram sobre diversos assuntos e ao chegarem nos temas violência e salário, o Soldado “João”(nome fictício, respondeu assim: Não existem favelas em Brasília, e sim assentamentos, e onde existem assentamentos o estado se faz presente com delegacias, fóruns e demais repartições públicas. A violência e a criminalidade existem porque o estado se omite e não se faz presente. O estado deve ir aonde está a população menos favorecida, ou seja o estado tem que ir na favela, seja em forma de segurança, ações sociais ou atendimento em geral. Isso faria o estado mais acreditado e evitaria que os favelados dependessem de criminosos. Em relação ao assunto PEC 300, “João” falou que além de não aprovarem a PEC, estão achatando o salário dos Policiais Militares do Distrito Federal para que fique igual ao salário das polícias de outros estados quando o lógico seria aumentar os outros salários para que ficassem iguais ao de Brasília. Segundo “João” a maioria de seus colegas interpreta tais assuntos da mesma maneira. “João” também parabenizou a iniciativa das associações irem em busca do ingresso com nível superior, e que em Brasília já é assim, ingressa na graduação de soldado com nível superior podendo ir até o posto de major.

Comunicação DEE ASSTBM