Erechim: Segurança pública é debatida em reunião

27

Encontro promovido pela CDL foi motivado por arrombamentos no Centro

A situação da segurança pública em Erechim foi tema de reunião promovida pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) com representantes da área policial, do poder público e de entidades. Os arrombamentos que ocorreram especialmente no Centro, no fim do ano passado e início deste, motivaram o encontro. No período, entre outros casos, uma loja de joias foi atacada três vezes. O secretário de Coordenação e Planejamento, Moacir Tormen, destacou na ocasião que o município tenta em Brasília assegurar mais 16 câmeras de monitoramento. O major Pedro Pacheco, do 13 ˚ BPM, disse que estão em atividade dez desses equipamentos e que, por falta de número maior de servidores, em alguns momentos, o serviço fica descoberto. Segundo ele, isso ocorre pois, nesta época, o BPM disponibiliza parte do efetivo para a Operação Verão da Brigada Militar. Comentou que, em 2012, 432 pessoas foram detidas na cidade por delitos e 36 delas acabaram presas.

O delegado regional de Polícia, Gerson Fraga, confirmou o aumento de delitos no centro da cidade e apontou como um dos motivos a liberação de 150 apenados no fim de ano por meio do indulto natalino. Solicitou a colaboração dos estabelecimentos na colocação de câmeras para auxiliar as investigações. Fraga também lembrou que hoje o furto simples não resulta em prisão imediata e avaliou que é necessária uma revisão da legislação.

O presidente da CDL Erechim, Zílio Sartori Júnior, informou que será elaborado um documento com as conclusões da reunião a ser encaminhado às autoridades. Entre os pontos estão as câmeras de monitoramento, a busca de mais servidores para a BM, a ampliação do número de blitze nos bairros e a adoção de esquema de segurança mínima por parte dos lojistas.

Fonte; Correio do povo

Postado por Comunicação DEE ASSTBM