Categoria entende que valores não condizem com o que vinha sendo negociado com o Piratini

O presidente da Associação de Cabos e Soldados da Brigada Militar, Leonel Lucas, afirmou que a categoria pretende realizar manifestações, a partir de janeiro, com o objetivo de atacar o governo do Estado. A reação é pela falta de consenso para o projeto de aumento aos servidores de nível médio da corporação, enviado em regime de urgência à Assembleia Legislativa. 

Lucas disse que a primeira intenção é procurar imediatamente os deputados para mostrar que os valores não são condizentes com o que a categoria vinha negociando com o Piratini. Deputados da oposição, como Zilá Breitenbach, do PSDB, também estranharam a proposta, uma vez que, segundo a tucana, um aumento real para os servidores só é previsto para a partir de 2015, com progressões até 2018.

Fonte: Voltaire Porto/Rádio Guaíba

Jornal Correio do Povo 

Fotos: Arquivo ASSTBM

Para que possamos publicar, solicitamos que ao colocarem as faixas em seus municípios fotografem e mandem as fotos para o seguinte endereço de email:

rp@asstbm.com.br

Postado por Comunicação DEE ASSTBM

faixas no interior

 

Deixe um comentário