BM inicia projeto-piloto em vila

62

Programa, instituído pelo governo federal, prevê ações de policiamento ostensivo e iniciativas sociais no combate às drogas

Mais um assassinato ocorreu nas imediações do Loteamento Santa Terezinha, no final da noite de quinta-feira. O assassinato aconteceu na rua Comendador Azevedo, bairro Floresta, área central de Porto Alegre. A vítima, um homem de 35 anos, foi morta com vários tiros desferidos por um motociclista, que usava capacete branco e seguiu o homem assim que ele entrou na Comendador Azevedo, proveniente da avenida Farrapos. A área próxima à vila registra constantes tiroteios e, não raro, execuções.

Em razão disso, a Brigada Militar escolheu o Loteamento Santa Terezinha como um dos locais onde será realizado um projeto piloto de combate ao crack, instituído pelo governo federal em parceria com os estados e municípios.

De acordo com o comandante do 9˚ BPM, major Francisco Vieira, a ação ocorrerá nos próximos dias e prevê a participação de várias instituições estaduais e municipais, como saúde e assistência social. Conforme o oficial, viaturas, inclusive o pelotão de motos, estarão circulando na região, em rondas periódicas.

Vieira espera que o projeto-piloto tenha, efetivamente, o envolvimento de todos, pois avalia que apenas a segurança pública sozinha não resolverá o problema de uma área onde historicamente ocorrem conflitos.

O major observou que a BM tem efetuado prisões diariamente na área entre a avenida Farrapos e a rua Voluntários da Pátria, onde ocorrem disputas pela hegemonia do controle do tráfico de drogas e conflitos entre os frequentadores.

Apesar do reforço de policiamento ostensivo e ações realizadas na região, incluindo trabalho de inteligência, o oficial diz que os acertos de conta entre os criminosos são mais difíceis de serem prevenidos do que a guerra entre o grupos rivais de traficantes.

Fonte: Correio do Povo

Postado por Comunicação DEE ASSTBM

projeto da BM