Conheça as propostas de Sartori para dez setores no Estado

69

16967565Candidato peemedebista foi eleito governador com 61,23% dos votos neste domingo

Eleito governador do Rio Grande do Sul neste domingo, José Ivo Sartori (PMDB) terá quatro anos pela frente para tentar cumprir as promessas que apresentou durante a campanha. Conheça as principais propostas do ex-prefeito caxiense para dez áreas:

Saúde
– Regionalização do atendimento de média e alta complexidade
– Dinamizar a implantação das ações do Programa Saúde da Família
– Estimular a modernização dos equipamentos hospitalares e os recursos humanos de hospitais já existentes em regiões que se encontrem mais afastadas dos centros médico

Educação
– Melhorar a qualidade da educação fundamental, com ações de valorização e qualificação dos professores, melhoria das condições das escolas e incentivo à participação dos pais
– Valorizar e introduzir o ensino de línguas nas escolas (inglês, espanhol, alemão e italiano)
– Promover a reforma do Ensino Médio, contemplando a diversificação curricular

Ambiente

– Agilizar os processos de licenciamento ambiental
– Fortalecer os Comitês de Bacia Hidrográfica e fomentar a implantação das Agências de Bacia para garantir a aplicação da Lei dos Recursos Hídricos
– Fortalecer e reestruturar o Consema

Segurança
– Aumentar o efetivo da Brigada Militar e reforçar as ações de policiamento ostensivo
– Aumentar o número de vagas para apenados, reformando unidades prisionais existentes e construindo novos presídios
– Investir em inteligência policial e na investigação científica dos fatos delituosos

Infraestrutura
– Reestruturar e modernizar o Daer
– Implementar o Programa Estadual de Logística e Transporte, atualizando os estudos e as propostas contidas no Rumos 2015
– Direcionar a receita da EGR exclusivamente à execução de suas atividades fins

Finanças
– Renegociar a dívida estadual nos termos propostos por Eduardo Campos e Marina Silva e, agora, endossados por Aécio Neves
– Melhorar a eficiência e eficácia do gasto público
– Canalizar os financiamentos internacionais para suas áreas fins, em especial a infraestrutura e a melhoria social

Desenvolvimento
– Articular a formação de PPPs e de programas de concessão para atender às necessidades de melhoria da logística e dos diversos modais de transporte
– Modernizar e diversificar a base produtiva do Estado mediante uma política ativa de atração de investimentos
– Apoio à política de desenvolvimento tecnológico e ao empreendedorismo nos setores da nova economia

Saneamento
– Priorizar os investimentos em esgotamento sanitário e concluir as obras que já obtiveram financiamento pelo PAC e que ainda não foram executadas
– Tornar a Corsan uma companhia autossustentável financeiramente
– Melhorar a prestação dos serviços da Corsan e adequá-los às necessidades dos municípios com quem é conveniada

Agricultura
– Estimular o uso da agricultura irrigada, para aumentar a produtividade e evitar quebra de safras
– Promover a modernização de processos e o incremento da produtividade dos estabelecimentos dedicados à pecuária bovina
– Melhorar a logística e o transporte da área de produção até o mercado consumidor, para dar maior competitividade aos nossos produtos primários e melhorar a renda do produtor

Programas sociais
– Incentivar a adoção, em todos os municípios, do programa Troca Solidária, que viabiliza a troca de alimentos adquiridos diretamente dos produtores por lixo reciclável
– Estruturação de políticas de acesso ao jovem ao mercado de trabalho
– Criar o programa Jovem no Campo​

Zero Hora