SEGURANÇA PÚBLICA – Entidades esperam valorização

49

 Policiais militares, civis e agentes penitenciários apontam a contratação de mais agentes para coibir a violência no Estado.

 Com a definição de José Ivo Sartori para o governo do Estado e de Dilma Rousseff para a Presidência da República, a área da segurança gaúcha está na expectativa de um impulso para conseguir melhorias para a classe, como valorização dos servidores, melhora da estrutura e políticas específicas para o setor. O presidente da Associação Beneficente Antônio Mendes Filho (Abamf), Leonel Lucas, lembrou que o policial

militar no RS tem uma remuneração menor do que a dos outros estados. “O salário inicial é de R$ 2,2 mil e este é o grande problema, pois os nossos brigadianos precisam morar de aluguel ou nas favelas”, afirmou Lucas.

A entidade e os demais representantes de sindicatos já haviam enviado a todos os candidatos uma pauta de reivindicações.

Antes de se eleger, José Ivo Sartori se comprometeu com o aumento do efetivo dos policiais civis e militares.

“As expectativas são sempre grandes com um novo governo”, ressaltou Lucas. “Esperamos que ele escolha um secretário de Segurança com conhecimento do setor e que mantenha o diálogo”, declarou. O presidente da Abamf lembrou que atualmente o efetivo da Brigada Militar conta com 24 mil homens, quando o ideal seria 36 mil. Ele lembrou que ainda há falta de equipamentos como colete à prova de balas. “Usamos revólver, enquanto os criminosos estão com metralhadoras”, comentou Lucas Quanto ao governo federal, a Abamf deve continuar pedindo a aprovação de um fundo para a segurança e a criação de uma lei que agrave a pena de acusados de matarem policiais.

A Associação dos Oficiais da Brigada Militar (AsofBM) tem demandas como o reconhecimento da carreira jurídica de nível superior para a classe e a preservação das funções constitucionais da corporação. O diretor de divulgação da entidade, major Marcelo Pinto Specht, ressaltou que a associação também acompanha com muito interesse o andamento de projetos de lei, que digam respeito diretamente à categoria.

O presidente da Associação dos Sargentos, Subtenentes e Tenentes da Brigada Militar (ASSTBM), Aparício Costa Santellano, também espera valorização e qualificação do trabalho dos servidores da segurança, em todos os níveis. “Esperamos que o novo governador cumpra as promessas feitas durante a campanha eleitoral”, acentuou Santellano. O presidente da associação afirmou ter esperança de que haja uma melhora salarial para os sargentos e tenentes da Brigada Militar.

Fonte: KARINA REIF

Jornal Correio do Povo 28/10/2014

Postado por Comunicação DEE ASSTBM

 

 

Associações da Brigada Militar revelam esperar um aumento de efetivo e a qualificação dos policiais militares
Associações da Brigada Militar revelam esperar um aumento de efetivo e a qualificação dos policiais militares