Para Zero Hora, assassinato de PM é irrelevante perante um congestionamento de trânsito.

84

 

Grupo de PMs interrompeu o trânsito no sentido Litoral - Capital Foto: Concepa / Divulgação
Grupo de PMs interrompeu o trânsito no sentido Litoral – Capital
Foto: Concepa / Divulgação

ZERO HORA – Freeway tem quase 10 km de lentidão após protesto em Gravataí

Manifestação durou pouco mais de 30 minutos, provocando lentidão entre as proximidades da GM e o trevo da ERS-118, em Gravataí

Um grupo de cerca de 20 policiais militares bloqueou a freeway, em Gravataí, por volta das 20h10min deste domingo. O bloqueio ocorreu no km 75, sentido Litoral — Capital e durou pouco mais de 30 minutos.

Por volta das 20h30min, os manifestantes liberaram o trânsito em duas faixas. Mesmo assim, às 20h40min, a manifestação ainda provocava sete quilômetros de congestionamento na rodovia, no trecho entre as proximidades da GM e o trevo da ERS-118. O tráfego foi totalmente liberado por volta das 20h45min.

Equipes da Concepa, concessionária que administra a freeway, e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) monitoraram a manifestação.

Os PMs protestavam contra a morte do sargento da Brigada Militar (BM) Sílvio Rodrigo, assassinado em uma emboscada na tarde deste sábado, em Gravataí. O policial trabalhava em Canoas, no 15º Batalhão de Polícia Militar, e estava chegando em casa quando foi abordado por dois homens em uma moto. Rodrigo teria reagido, houve troca de tiros e o policial acabou morrendo no local.

Na tarde deste domingo, outro policial foi morto na Região Metropolitana. O PM da reserva Rosvel de Jesus Dendena, 44 anos, foi morto a tiros na Rua Osório Corrêa, em Cachoeirinha. Segundo a Brigada Militar, ele teria tentado reagir a assaltantes que lhe abordaram para levar o seu carro. Atingido no peito, ele ainda foi socorrido, mas morreu no Hospital Padre Jeremias.

ZERO HORA