Agentes que reforçam policiamento em rodovias do litoral encerram trabalho

65
Agentes extras de todo o litoral se apresentaram hoje antes de ir embora  Foto: Paulo Rocha / Rádio Gaúcha
Agentes extras de todo o litoral se apresentaram hoje antes de ir embora
Foto: Paulo Rocha / Rádio Gaúcha

Fim da operação foi antecipado por falta de diárias

Os agentes do Comando Rodoviário da Brigada Militar (BM) designados para reforçar o patrulhamento nas rodoviasdos litorais norte e sul encerram as operações ao meio-dia desta terça-feira (3). No total, são 120 homens e mulheres vindos do interior e da Região Metropolitana.

O número representa 55% do efetivo que estava atuando no patrulhamento e na fiscalização das rodovias estaduais – entre as quais estão a RS-040, RS-386 (a Estada do Mar), RS-407 e RS-486 (a Rota do Sol).

Apenas o efetivo fixo da região permanecerá trabalhando. Em alguns pontos, apenas um agente irá trabalhar por turno – como em Xangri-lá, que é responsável pela fiscalização de 57 quilômetros de rodovias.

O corte no pagamento das diárias, promovido pela equipe econômica do governo, levou à antecipação do final da operação especial no litoral. O comando da BM diz que estuda alternativas para compensar a redução do patrulhamento durante o veraneio.

Rota do Sol
Um dos locais que perderá o reforço no policiamento é a Rota do Sol, que liga a Serra ao litoral. A região conta hoje com 17 agentes instalados em dois postos provisórios – no km 38 da RS-486, em Terra de Areia, e no km 251 da RS-453, em Tainhas. Os dois locais já estão sem fiscalização.

Conforme dados do Comando Rodoviário da BM, entre o dia 13 de dezembro e ontem, foram registrados 39 acidentes na região com 23 feridos. No período, foram fiscalizados 8.703 veículos e aplicadas 486 multas por infrações como trafegar pelo acostamento, ultrapassagem em local proibido e falta do uso de cinto de segurança.

Via radar fotográfico, a Rota do Sol teve 529 multas por excesso de velocidade e 19,5 mil motoristas abordados.

Rádio Gaúcha