Vereadora critica deputada contrária à utilização de armas letais por PMs em protestos

56

Manuela D’Ávila criticou o uso de armas letais e Mônica Leal concorda com o método dos brigadianos

A vereadora Mônica Leal (PP) criticou a ação da deputada estadual comunista, Manuela D´Avila, que em ofício a Brigada Militar quer saber qual o procedimento padrão usado no acompanhamento de manifestações sociais. Manuela manifestou preocupação com o uso de armas letais portadas por brigadianos, no protesto da semana passada, contra o aumento na passagem de ônibus na Capital.

A progressista entende que a corporação tem comando e alerta que os perigos podem estar nos manifestantes. “Em qualquer lugar do mundo quem promove quebra-quebra é baderneiro e aqui não deveria ser diferente. Temos que caracterizar o crime e a polícia deve combater o desvirtuamento destas manifestações”, defendeu.

A vereadora afirma que armas letais são usadas por manifestantes que chegam a esconder o rosto “como se fossem bandidos”. Mônica Leal recordou um caso de morte. “Recentemente, com o uso de rojão, registramos a morte do cinegrafista Santiago. Aqui no Estado temos brigadianos debilitados após serem atingidos por pedras e já houve, no passado, até casos de morte de policiais decapitados por integrantes de movimentos sociais”, salientou. Mônica Leal chegou a ser trancada no interior da Câmara de Vereadores da Capital por manifestantes que invadiram o local, no ano passado.

Fonte: http://www.radioguaiba.com.br/noticia/vereadora-critica-deputada-contraria-a-utilizacao-de-armas-letais-por-pms-em-protestos/

Foto: Meramente ilustrativa

Postagem: Comunicação DEE ASSTBM

BOE