Sargento da BM e filho morrem baleados em Alvorada

152
Sargento da Brigada Militar e filho são mortos em Alvorada | Foto: Paulo Nunes
Sargento da Brigada Militar e filho são mortos em Alvorada | Foto: Paulo Nunes

Policial foi surpreendido em dia de folga e sem farda

O sargento do Pelotão de Operações Especiais do 9º Batalhão de Polícia Militar Milton de Pádua Martins foi morto junto com o filho, Ismael, de 21 anos, no começo da tarde desta sexta-feira, em Alvorada, na região Metropolitana. De acordo com informações da polícia, os dois foram atingidos por tiros disparados por criminosos a partir de um veículo prata estacionado próximo à residência na rua Campos Verde, no bairro Salomé.

O sargento, que havia entrado em período de férias, a partir desta sexta, chegou a ser levado para atendimento, mas não resistiu. O filho morreu no local do crime. A motivação do crime ainda não está esclarecida.

O delegado Cassiano Desimon Cabral, titular da Delegacia de Homicídios de Alvorada, responsável pelo caso, afirma que a linha de investigação será voltada para uma execução que teria sido direcionada a Ismael que teria envolvimento com o crime. A reportagem do Correio do Povo apurou, no local que o jovem teria antecedentes ainda como menor infrator, o que poderia ter levado ao ataque ocorrido nesta tarde. Cabral não descarta a possibilidade de tentativa de latrocínio.

Segundo o delegado, o sargento Pádua teria efetuado disparos contra os criminosos, conforme relato de testemunhas do crime. Ele disse que somente a perícia poderá identificar se algum dos projéteis pertence à arma do militar.

De acordo com comandante do 9º BPM, Tenente Coronel Francisco Vieira, o sargento Pádua tinha 30 anos de serviço sempre no Pelotão de Operações Especiais e estava próximo de se aposentar. Segundo relato do comandante na ficha do policial havia “só elogios”, o que justificava todo esse tempo de lotação no pelotão.

Fonte:Correio do Povo/Dico Reis