Polícia tem mais dois suspeitos da morte de sargento da BM e filho em Alvorada

151
Sargento da Brigada Militar e filho são mortos em Alvorada | Foto: Paulo Nunes
Sargento da Brigada Militar e filho são mortos em Alvorada | Foto: Paulo Nunes

Delegado Cassiano Cabral, que assumiu o caso, disse que vai pedir a prisão dos homens

A Polícia Civil (PC) revelou nesta segunda-feira ter mais dois nomes de supostos envolvidos na morte do sargento da Brigada Militar Milton de Pádua Martins, de 52 anos, e do filho dele, Ismael Martins, de 20. As identidades da dupla não foram divulgadas pela investigação. Para o titular da Delegacia de Homicídios de Alvorada, cidade em que ocorreu o crime, ambos também eram ocupantes do carro que levou o assassino ao local da execução – e que garantiu a fuga. O atirador, que também não teve o nome revelado, teve a prisão solicitada, mas ainda não houve resposta do Judiciário. Hoje, o delegado Cassiano Cabral, que assumiu o caso, disse que também vai pedir a prisão dos outros dois.

O sargento morto havia entrado em férias na quinta-feira. Ele era lotado no Pelotão de Operações Especiais (POE) do 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM), de Porto Alegre, e tinha 30 anos de atuação no policiamento. O crime ocorreu próximo à residência das vítimas na última sexta-feira. Os corpos foram sepultados no São Jerônimo Cemitério Parque, em Alvorada.

Samuel Vettori / Rádio Guaíba