Sartori diz que dados sobre Segurança Pública devem ser respondidos pelo secretário da pasta

45
Governador participa do Dia D de Mobilização da Campanha de Vacinação Contra a Gripe. Foto: Governo do Estado
Governador participa do Dia D de Mobilização da Campanha de Vacinação Contra a Gripe. Foto: Governo do Estado

Sartori deixou o evento antes da fala do ministro da Saúde, Arthur Chioro

Presente na cerimônia da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe neste sábado (09), em Porto Alegre, o governador José Ivo Sartori (PMDB) deixou o local sem responder as perguntas de jornalistas sobre assaltos e homicídios que vêm alarmando a população gaúcha. Questionado sobre de que forma o Estado pretende minimizar as incidências de crimes no Rio Grande do Sul, Sartori apenas respondeu que as perguntas deveriam ser feitas ao secretário estadual de Segurança Pública, Wantuir Jacini, ou à Susepe (Superintendência dos Serviços Penitenciários).

Apesar dos contínuos casos de assaltos e homicídios ocorridos desde o início deste ano no Estado, principalmente em Porto Alegre, o secretário da Segurança afirmou, na sexta-feira, que o número de homicídios aumentou no Estado nos últimos cinco anos, mas que, em 2015, o índice apresentou redução de 5,2%.

Jacini participou de uma reunião no Palácio Piratini, na semana passada, que tratou do planejamento estratégico da Segurança no Rio Grande do Sul. Segundo ele, a intenção é intensificar os trabalhos nas 19 cidades onde 85% dos crimes contra a vida e o patrimônio acontecem, mas não revelou os nomes ou as regiões dos municípios.

Fonte:Vitória Famer / Rádio Guaíba