Foto: Luiz Chaves / Palácio Piratini/Divulgação
Foto: Luiz Chaves / Palácio Piratini/Divulgação

‘É um estudo, mas uma coisa é o que o governo quer, e outra o que ele pode’, disse Pompeo de Mattos

O presidente estadual do PDT confirmou que o governo Sartori cogita alterar a data de pagamento do funcionalismo público. De acordo com Pompeo de Mattos, a projeção é mais um passo para buscar soluções e alternativas que driblem a crise financeira. O próprio governador reuniu dirigentes de partidos da base, no início da semana, para apresentar a proposta a fim de garantir sustentação em plenário. A ideia é alterar a data do pagamento dos servidores, que tradicionalmente ocorre nos últimos dias do mês. A mudança consiste na realização de depósitos no quinto dia útil do mês, a exemplo do que ocorre na maioria das empresas da iniciativa privada. Segundo Pompeo, uma das possibilidades é de que apenas uma fatia do funcionalismo seja impactada com a medida, aquela que detém salário mais alto.

“É apenas um estudo, em qualquer situação é ruim atrasar a folha, mas uma coisa é o que o governo quer, e outra o que ele pode. Um caminho precisa ser encontrado, cálculos devem ser feitos, vivemos um dilema para pagar o funcionalismo… Ou mudamos o calendário ou buscamos outros aportes”, avaliou o pedetista. Para Pompeo, o cenário pode vir a ser evitado, desde que o governo federal cumpra com os compromissos de manter os repasses da União em dia para o Rio Grande do Sul, o que não vem ocorrendo.

A alteração no calendário de pagamento de funcionários públicos não é novidade no Rio Grande do Sul. O prefeito Jairo Jorge, do PT, já adotou o quinto dia útil para quitar os vencimentos dos servidores de Canoas.

Fonte:Voltaire Porto / Rádio Guaíba