Tribunal gaúcho reage à pressão do governo

43

Congelamento de gastos previsto na LDO afeta despesas com pessoal

O Judiciário gaúcho não pretende ceder à pressão do Executivo por redução na despesa com pessoal e nem aceitar atrasos ou alterações nos valores dos duodécimos, os repasses que devem ser feitos aos poderes mensalmente conforme a dotação orçamentária prevista em lei. Por isso, articula um movimento para tentar mudar o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2016, que vai à votação na Comissão de Finanças da Assembleia nesta semana. A proposta do Executivo é de congelamento nas despesas com pessoal e encargos sociais em todos os poderes no próximo ano. O reajuste previsto, de 3%, cobre apenas o crescimento vegetativo da folha. 

Fonte: Correio do Povo

Postado por Comunicação DEE ASSTBM

Leia na íntegra

http://www.correiodopovo.com.br/Noticias/560225/Tribunal-gaucho-reage-a-pressao-do-governo

Aquino articula mudança na LDO | Foto: Ricardo Giusti / CP Memória
Aquino articula mudança na LDO | Foto: Ricardo Giusti / CP Memória