Aprovado projeto que prevê congelamento de salários de servidores estaduais

53

ASSSDVotação da LDO foi marcada por protestos

Numa sessão marcada por discursos inflamados da oposição e protestos nas galerias, foi aprovado, nesta terça-feira (14), o projeto que define os rumos do orçamento do Estado para 2016. A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) dá reajuste zero para os servidores públicos estaduais e congela o custeio da máquina pública.

Com o congelamento do custeio, os repasses aos demais poderes (Judiciário e Assembleia Legislativa) também são atingidos. Todos os requerimentos da oposição que tentavam alterar pontos da LDO foram rejeitados. Os deputados da base do Governo ficaram em silêncio durante praticamente toda a votação. Só começaram a discursar quando as galerias ficaram vazias.

No começo da sessão, ocorreu um tumulto envolvendo manifestantes que queriam entrar nas galerias e foram impedidos pelos seguranças da Assembleia, em razão da superlotação. O grupo chegou a quebrar parte da porta de vidro que dá acesso às galerias. Muitos acompanharam a votação em televisores espalhados pelos andares do prédio. Diversas entidades que representam os servidores estiveram presentes.

O secretario estadual do Planejamento, Cristiano Tatsch, foi escalado pelo governo para acompanhar a votação. Sustentou que esse é o orçamento real e não o fictício, com promessas que não podem ser cumpridas.

A Lei de Diretrizes Orçamentárias define os parâmetros para o Orçamento do Estado que precisa ser encaminhado até 15 de setembro para a Assembleia Legislativa.

RADIO GAÚCHA