Funcionalismo – Parcelamento salarial – Representantes da segurança pública se reúnem e resolvem pedir a prisão do governador.

54

Dia 16 pela tarde se reuniram na sede da ABAMF  além da entidade anfitriã, ASSTBM SINPOL, UGEIRM, SINDIPERÍCIAS, AMAPERGS, ABERGS e AOfSBM, entidades representantes dos servidores da área da segurança pública com a finalidade de discutir medidas em conjunto caso o governo Sartóri persista com a ideia de atrasar ou parcelar salários e continuar com o desmonte da segurança pública. Em caso de atraso alarial a decisão foi unanime, todas  optaram por pedir a prisão do governador por descumprimento de decisão judicial. Embora tenham tomado conhecimento de possível atraso no pagamento dos salários as representações dizem não haver decisão oficial do Estado em relação ao fato, caracterizando apenas boatos ou ameaças que também foram ouvidas em meses anteriores causando terrorismo nos servidores, sendo porém o pagamento efetuado corretamente. Conforme Leonel Lucas a categoria está indignada e qualquer atraso poderá ser a gota d’agua. As Entidades também demonstram preocupação com o PLC 206 que já tramita na Assembleia legislativa e contém em seu bojo prejuízos aos servidores, sendo que haverá muito trabalho das representações no sentido de percorrer gabinete por gabinete para convencer os deputados a reprovarem o projeto.  Com a desvalorização dos servidores e o não custeio da segurança o atual governo deixa a população a mercê da própria sorte, e o exemplo disso temos em um triste fato acontecido ontem; Mais um policial civil baleado e morto no cumprimento do dever.IMG_3239

Comunicação DEE ASSTBM

Foto: Dagoberto Valteman