CORREIO DO POVO: Policiais militares restringem policiamento ostensivo no Estado

191
Efetivos da Brigada Militar paralisados desde a noite de sexta-feira - Créditos: MARCELO PINTO/AP
Efetivos da Brigada Militar paralisados desde a noite de sexta-feira – Créditos: MARCELO PINTO/AP

Viaturas estão paradas em diversos quarteis por falta de licenciamento

Depois que policiais se recusaram a utilizar viaturas com licenciamento vencido em Santana do Livramento e um protesto foi realizado em frente ao 12º Batalhão de Polícia Militar de Caxias do Sul no sábado, novas manifestações são registradas no Estado. Brigadianos de diversas cidades estão se recusando a circular com viaturas sem IPVA em dia.

Em Porto Alegre, pelo menos três batalhões têm número reduzido de viaturas circulando nas ruas neste domingo. As áreas do Partenon, Restinga e 11º BPM (Zona Norte) estão com número reduzido de policiais circulando nas ruas. Os brigadianos estão se negando a utilizar veículos sem a documentação necessária. “Estamos apenas fazendo o que é correto pela lei, ou seja, andar com carros com licenciamento em dia”, ressalta o presidente da Associação de Cabos e Soldados da BM, Leonel Lucas.

No interior, são quatro municípios atingidos pela redução do policiamento ostensivo. Em Pelotas, nenhuma das 22 viaturas da corporação estão na rua. Em Caxias, das 32 motos utilizadas no monitoramento da cidade, somente duas estão em circulação. Santa Maria e Passo Fundo também aderiram à manifestação, conforme informações da Associação.

Segundo a Associação de Sargentos, Subtenentes e Tenentes, a mobilização dos policiais será ainda maior na segunda-feira. A estimativa da entidade é adesão de policiais em todos os municípios. “Quando mexe com os salários e as famílias dos policiais, ninguém segura”, ressalta o presidente da entidade Aparício Santellano.

Os reflexos da mobilização contra o governo por causa do parcelamento dos salários poderão ser observados somente nesta segunda-feira.