Associação admite que, com salário parcelado, PMs passaram a pedir atestados para fazer ‘bico’ no RS

53

BrigadaJustificativa médica para o afastamento é o estresse

Com salários parcelados, brigadianos passaram a adotar a estratégia de pedir atestados médicos a fim de se desligarem do policiamento ostensivo e se dedicarem a bicos, cujo pagamento pelos serviços é feito na hora. A afirmação é do presidente da Associação dos Sargentos, Sub-tenentes e Tenentes da Brigada Militar, Aparício Santellano. Ele explica que a justificativa médica para o afastamento é o estresse. “Isso é fácil de comprovar, um homem casado, com três filhos e sem dinheiro se vê contra a parede. Em vez de parar para descansar, o jeito é trabalhar por fora, fazendo bicos e ganhando o dinheiro na mão”, sustentou.

Somente na metade sul gaúcha, mais de 200 pedidos de atestado foram encaminhados e, de acordo com a categoria, a situação é generalizada, em todo o Rio Grande do Sul. Além de ter, em tese, elevado o número habitual de policiais fazendo bicos, o que é não é permitido, a falta do pagamento integral pode ter motivado a expedição de atestados médicos frios, o que incorre em mais uma ilegalidade. “Mas o que nós vamos fazer, vamos pegar uma arma e sair para roubar, ingressar na criminalidade? No momento, o bico é o meio de trabalho para sobreviver”, justificou Santellano.

Fonte:Voltaire Porto/Rádio Guaíba