Com salários parcelados, policiais decidem boicotar desfile de 20 de Setembro na Capital

60

13992106Em nota, o governo gaúcho reiterou que a Brigada Militar vai participar do evento

Servidores da Segurança Pública decidiram boicotar o desfile de 20 de Setembro, em Porto Alegre, devido ao parcelamento de salários do funcionalismo. Policiais militares, por exemplo, foram orientados pelas associações a não participarem do ato, marcado para a manhã de domingo na avenida Edvaldo Pereira Paiva. Foi o que confirmou o presidente da Associação dos Sargentos, Tenentes da Brigada Militar (ASSTBM), Aparício Santellano, após reunião entre servidores da área, hoje à tarde.

“Nós não temos o que comemorar e achamos que é mais importante para a segurança pública que a Brigada Militar disponibilize todo esse efetivo da avenida para garantir a segurança da população”, disparou.

De acordo com Santellano, quase 80% do efetivo do desfile de 20 de Setembro é composto de policiais militares. A mesma decisão, de boicote, foi tomada pelas demais entidades de servidores da Brigada Militar. Contudo, policiais que forem convocados pelos superiores terão de sair às ruas, no domingo.

Em nota, o governo gaúcho reiterou que a Brigada Militar vai participar do evento. A solenidade prevê que o Comando Rodoviário da BM apresente veículos históricos e demais viaturas, incluindo sobrevoos com aeronaves. Também vão desfilar as unidades do Comando de Policiamento da Capital, do 1º Batalhão de Operações Especiais, e grupamentos de Fardamentos Históricos e de Insígnias de Comandos, entre outras representações.

Nessa quinta, a Associação que representa os delegados da Polícia Civil (Asdep) confirmou que a categoria também não vai participar dos desfiles. Da mesma forma, a Ugeirm Sindicato, que representa inspetores, escrivães e investigadores da Polícia Civil, orientou os servidores a não comparecerem ao ato.

Fonte:Lucas Rivas/Rádio Guaíba