Sartori deve renovar nesta quarta o decreto que limita gastos

74

17145014*Por Matheus Schuch

O Palácio Piratini marcou para a manhã de quarta-feira (13) a renovação por mais 180 dias do decreto de contingenciamento de despesas. A medida foi adotada no início do ano passado. Ainda está sendo discutido se a convocação de novos servidores permanecerá suspensa.

Segundo dados do governo, foi possível economizar aproximadamente R$ 1 bilhão no ano passado com o decreto, que também impede concessões de vantagem, aumento ou criação de cargos; limita os gastos com viagens e diárias e abertura de novos concursos públicos.

A cúpula do Piratini ainda avalia se abrirá exceções para chamar servidores de áreas consideradas prioritárias neste semestre. A tendência, no entanto, é de que as regras sejam mantidas.

Enquanto a Secretaria da Fazenda entende que as restrições devem ser mantidas, pela dificuldade de pagar salários e despesas em dia, outras pastas reivindicam o reforço de pessoal. As brechas no efetivo policial e no quadro de professores, por exemplo, estão entre as áreas consideradas críticas.

GAÚCHA