“Ele morreu para me salvar”, diz filho de policial aposentado morto em assalto em Santa Maria

373

Sargento da reserva foi morto com um tiro durante assalto na sua casa

O filho de Flandomar Borba Linhares, 57 anos, morto durante um assalto a sua casa na noite de domingo, guarda na memória a lembrança de um herói. Ao que tudo indica, conforme relatos dele, o sargento da reserva da Brigada Militar fez como nos tempos em que estava na ativa: arriscou a própria vida para salvar a de outros.

– A lembrança que tenho dele é essa de hoje. Ele salvou a minha vida. Isso tu podes colocar (no jornal). Meu pai morreu para me salvar – afirma o jovem de 29 anos, que seguiu a carreira militar por causa do pai.

Linhares foi morto dentro de casa, no bairro Tancredo Neves, na região oeste de Santa Maria, na noite de domingo. Conforme a Polícia Civil, o filho chegava em casa, por volta das 22h, e, quando colocava o carro na garagem, flagrou dois criminosos armados dentro da residência e com o sargento como refém.

A dupla apontou um revólver para o jovem, que deu ré com o veículo e bateu contra um carro estacionado na rua. Nesse momento o filho, que é soldado dos bombeiros, escutou dois disparos.

Flandomar Borba Linhares tinha 57 anosFoto: Reprodução / Reprodução
Em seguida, ele viu os dois criminosos fugirem em um veículo Seat Ibiza de cor prata, que estava na frente da casa, e correu para a residência, onde encontrou o pai morto com um tiro no pescoço.

A BM foi acionada, fez rondas na região, mas não localizou os suspeitos. A Polícia Civil isolou o local para perícia, que já foi concluída. Foi constatado que um celular e uma carteira da vítima desapareceram. Por essa razão, há a suspeita de se tratar de um caso de latrocínio – matar para roubar.