Vítima de AVC reencontra PM que o salvou

161
sgtJACKSON CARDOSO
Especial para a Folha de Caxias
De um lado gratidão e reconhecimento, e de outro, a alegria de ter ajudado a salvar uma vida e a certeza do dever cumprindo. Assim foi o reencontro do sargento Diego Monteiro e do motorista da Visate, Elieser Otaram Castro, 38 anos, na tarde de ontem em Caxias do Sul.
Era para ser uma simples partida de futebol na manhã de um domingo (dia 22) no bairro Santa Corona, no entanto um Acidente Vascular Cerebral (AVC) acabou derrubando desacordado um dos jogadores em campo. Em meio ao alvoroço da incerteza, da dúvida e da falta de conhecimento do que se tratava e como agir, o policial Monteiro, que jogava no time adversário, interveio de forma corajosa verificando os sinais vitais e dispensando a massagem cárdica e água sugerida pelos demais. O sargento colocou Elieser em posição adequada para manter o fluxo respiratório e, com a própria camisa, o PM manteve o pescoço da vítima apoiado garantindo a circulação do oxigênio nas vias aéreas.
Ao passo que prestava os primeiros socorros, também orientava outro atleta que acionava o socorro junto ao Samu. Sabedor de que cada minuto em situações como essa é vital, para não deixar dúvidas da emergência da situação, o sargento se identifica como policial ao resgate e informa a gravidade do quadro. Uma ambulância rapidamente chega ao local, porém, por conta da chuva que caía naquele momento, ficou inviável a aproximação no campo. Então o policial, com ajuda de outras duas pessoas, carregou Elieser até a ambulância.
Elieser permaneceu hospitalizado por cinco dias, sendo três deles na UTI. Ele passou por um procedimento de cateterismo as pressas e os médicos afirmaram à família, que o AVC possivelmente deixaria sequelas em todo seu lado direito do corpo, bem como na fala. Mas felizmente, ele escapou da morte e retomou a vida sem nenhuma sequela.
Ele foi um verdadeiro anjo – A mãe de Elieser, Roselaine Otaran Castro, 53 anos, relatou: “O sargento foi um verdadeiro anjo que graças a Deus estava no lugar certo e na hora certa. Nossa família estará eternamente grata pelo ato demonstrado por esse verdadeiro herói. São pessoas como essas que nos fazem acreditar que o mundo ainda tem chance de ser um lugar melhor. Só tenho a agradecer a Deus por ter usado esse policial para ajudar a salvar o meu filho”.
Cruz Vermelha Brasileira homenageará sargento
O sargento Diego Monteiro possui 13 anos de Brigada Militar e trabalha junto ao comando de Policiamento Ostensivo da Serra (CRPO/Serra). Há 3 anos é voluntário da Cruz Vermelha Brasileira. O presidente da instituição Candido Tadeu Amaral procurou o comando do CRPO/Serra para destacar a atuação do voluntário e afirmou que o policial será condecorado com medalha pela Cruz Vermelha Brasileira da cidade e sugeriu que a BM também presta sua homenagem. Amaral comentou que trocou informações com os médicos e com a equipe socorrista do Samu e qualifica a ação do militar como fundamental para salvar a vítima. O comando da Brigada Militar na Serra, também avalia a atuação policial para uma possível indicação de medalha.
“Tenho certeza que todos os conhecimentos e treinamentos adquiridos na Brigada Militar e na Cruz Vermelha foram importantíssimos para o êxito nos primeiros socorros. Em mais de 13 anos de Corporação, foi durante uma folga a primeira vez que precisei fazer um atendimento de tal dificuldade e risco, onde sabemos que cada segundo pode fazer a diferença entre a manutenção da vida ou o possível óbito da vítima. Graças a Deus tivemos o privilégio de poder contribuir para a continuidade da existência desse pai de família, o qual até então não conhecia, e hoje passa a ser um grande amigo”, relatou o sargento.
Ele também destacou a atuação do companheiro de time, Cléber dos Passos, o qual, também contribuiu para o socorro.
 t6cqxidfaj14l1lz4g7v
Crédito da foto: Jackson Cardoso, Divulgação