Suspeitos de matarem PM são liberados pela Polícia Civil

1470

pllConforme o delegado plantonista da Delegacia de Homicídios. os detidos não tinham relação com o crime

A Polícia Civil liberou dois dos quatro detidos por suspeita de envolvimento na morte de um policial militar na tarde de ontem no bairro Cavalhada, na zona Sul de Porto Alegre. O delegado responsável pelo plantão da Delegacia de Homicídios, João Nazário, afirmou que os detidos soltos não tinham relação com o crime. Um dos envolvidos havia sido ferido na perna, mas em outra ocorrência policial, e está no Hospital de Pronto Socorro. Um menor foi detido e encaminhado para o Deca.

O soldado Luiz Carlos Gomes da Silva, de 29 anos, estava à paisana e foi morto durante uma abordagem a bandidos num veículo com placas clonadas. De acordo com a Brigada Militar, um dos criminosos não quis atender a ordem do PM para deitar no chão. Houve troca de tiros. Um dos suspeitos ficou ferido na perna e o PM, lotado no 1º Batalhão da Polícia Militar, foi alvejado três vezes, sendo atingido na cabeça.

Os suspeitos eram ocupantes de um Gol branco, mas após o confronto abandonaram o veículo na Coronel Timóteo e ingressaram em um Prisma. Várias viaturas da BM realizaram buscas e quatro suspeitos foram presos após perseguição e cerco policial.

O corpo do PM está sendo velado em Cachoeira do Sul na Capela Madre Tereza (Rua Aparício Borges, 528). O enterro vai ocorrer às 17h no Cemitério Keiffer, na mesma cidade.

BM emite nota de pesar

O Comando-geral da Brigada Militar, com muita tristeza, comunica o falecimento do soldado Luiz Carlos Gomes da Silva Filho, 29 anos, na rua Santa Flora com Campos Velho, em Porto Alegre. O soldado Silva Filho, que incluiu em 2009 e servia no quartel-general da BM, foi alvejado por 3 disparos de arma de fogo, em abordagem a veículo com suspeita de roubo, vindo a óbito no local.

A família brigadiana está em luto!

Fonte:Eduardo Paganella / Rádio Guaíba