Piratini vai propor linha de crédito do BNDES para pagar 13º de servidores

151

feltesEm dificuldades financeiras, Piratini ainda não tem fonte de recursos para o compromisso de dezembro, calculado em R$ 1,3 bilhão

Por: Rádio Gaúcha

O governo do Estado planeja fazer um novo movimento junto ao governo federal para captar recursos a fim de pagar o 13º salário dos servidores. A intenção é propor uma linha de crédito junto ao BNDES especificamente para este fim. A ideia será apresentada pelo secretário da Fazenda, Giovani Feltes, em encontro com secretários de Fazenda de todo o país nesta quinta-feira (03).

A reunião do Confaz (Conselho que reúne secretários de Fazenda) acontece no Rio de Janeiro e tem como foco a previdência. Feltes quer aproveitar a presença de representantes de outros Estados com dificuldades financeiras para reunir adeptos a esse movimento. Caso haja concordância dos demais, o secretário gaúcho pretende fazer o apelo a Brasília.

“A ideia é que essa linha de crédito não entrasse no limite de endividamento. Hoje, não tem mais de onde buscar. A gente vai apresentar a ideia (aos secretários de Fazenda). Aí, depois eventualmente fazer uma movimentação em Brasília”, disse.

Nos bastidores, o Piratini vem sondando emissários do Planalto sobre a possibilidade de acessar novos recursos, mas o cenário é de dificuldade.