familia6Em solenidade realizada na tarde desta quarta-feira, 23 de novembro, em Erechim, para celebrar os 179 anos da Brigada Militar, completados no último dia 18 de novembro, a corporação homenageou a família do(alegretense) 3° sargento, João Marcelo Borges Desidério, 43 anos, morto com tiros de fuzil durante arrombamento a agência do Banrisul, em uma emboscada montada pelos bandidos, na madrugada do dia 29 de outubro deste ano,em Erval Grande.

A viúva e os filhos do sargento receberam a Comenda da Brigada Militar e uma bandeira do Rio Grande do Sul, em reconhecimento ao ato de bravura do policial militar. Os oficiais prestaram seus sentimentos e solidariedade e a entrega da homenagem foi realizada sob o som de aplausos proferidos por policiais e convidados que participaram da solenidade.

O ato solene, ocorrido na sede do 13º BPM, também homenageou o colega do sargento Desidério, que acabou agredido e rendido durante a emboscada, e os policiais que se destacaram no cumprimento do dever durante o ano de 2016.

Ainda na solenidade, receberam certificados os policiais militares que passaram para a reserva altiva.

Os “Amigos da Brigada Militar” também receberam certificados. O reconhecimento é feito anualmente como forma de homenagem aqueles cidadãos que prestaram serviços considerados inestimáveis para a Corporação e a Segurança Pública.

Nos discursos, as autoridades novamente lembraram o sargento Desidério, falaram sobre a importância dos policiais militares e da crise que afeta a Segurança Pública.

Para o promotor de justiça, Gustavo Burgos de Oliveira, “a Segurança Pública não pode ser afetada pela crise no Estado. Precisamos reforçar as policias com equipamentos e efetivo”. O promotor falou ainda da condição privilegiada do Alto Uruguai nesta área, devido ao excelente trabalho integrado realizado pelos órgãos de segurança.

O comandante do 13º BPM, tenente coronel, Eliel de Souza Roque, lembrou que “de dia ou de noite, com sol ou chuva, a Brigada Militar está presente para trabalhar pela segurança da população”. Disse ainda que, “quem ataca a polícia, ataca a comunidade, por isso devemos estar unidos no combate a criminalidade”.

O comandante encerrou seu discurso parabenizando “os bravos e valorosos brigadianos que dedicam suas vidas a defender a comunidade”.

Durante o evento, o presidente do Ypiranga Futebol Clube, Luiz Felipe De Marchi, homenageou o 13º BPM com uma camisa emoldurada do clube, em reconhecimento ao trabalho que o batalhão realiza no estádio Colosso da Lagoa em dias de jogos.

 

Deixe um comentário