No RS só quem paga a conta da crise é o Executivo, enquanto isso o judiciário aprova MAIS uma gratificação

11

Gratificação por plantão

Foi aprovado o projeto de lei (PL 219 2015) do Poder Judiciário, criando nos Serviços Auxiliares da Justiça de 1º Grau, a gratificação especial por atividade desenvolvida por servidor em regime de plantão. Da tribuna, alegando a situação financeira em que se encontra o Estado, os deputados Gilberto Capoani (PMDB) e Vinícius Ribeiro (PDT) encaminharam a proposta contrariamente a sua aprovação. A favor, encaminharam os deputados Tarcísio Zimmermann (PT), Pedro Ruas (PSol), Luiz Fernando Mainardi (PT), Enio Bacci (PDT), Edson Brum (PMDB), Any Ortiz (PPS) e João Fischer (PP). O projeto recebeu 38 votos a favor e cinco contrários.

Também foi aprovado

Fospa

Com 50 votos favoráveis e nenhum contrário, foi aprovado o projeto de lei (PL 228 2016), do Poder Executivo, que reorganiza o quadro de cargos de provimento efetivo e os em comissão e funções gratificadas da Fundação Orquestra Sinfônica de Porto Alegre – Fospa.

Assembleia

Por unanimidade também foi aprovado o PR 24 2016, da Mesa Diretora da Assembleia, dispondo sobre o superávit do Legislativo estadual e seu ingresso no Fundo de Reaparelhamento da Assembleia Legislativa.

Plano Plurianual

Foi aprovado ainda o PL 158 2016, do Poder Executivo, promovendo alterações na  lei que dispõe sobre o Plano Plurianual do Estado para o quadriênio 2016-2019. A matéria recebeu 47 a favor.

Agência de Notícias ALRS