Estudo aponta, ainda, que 71,8% das pessoas já sofreram ou têm familiar que já sofreu algum tipo de criminalidade 

Por: Zero Hora

Uma pesquisa realizada na Capital nos meses de outubro e novembro deste ano mostra que 71,8% das pessoas já sofreram ou têm familiar que já sofreu algum tipo de criminalidade e que 83,5% mudou seus hábitos devido à falta de segurança. Destes, 34,7% não saem mais à noite. O estudo aponta, ainda, que 67,5% dos porto-alegrenses aprova a pena de morte no Brasil. 

Encomendada pela Associação dos Oficiais da Brigada Militar (ASOFBM), a pesquisa de opinião “Raio X do Caos da Segurança Pública em Porto Alegre”, realizada pela Segmento Pesquisas, ouviu 400 moradores acima dos 16 anos de idade, de ambos sexos, de diversos bairros da Capital e de todas as classes sociais, conforme explica o presidente da ASOFBM, Marcelo Gomes Frota.

— É um cenário caótico, em que as pessoas estão estarrecida com a falta de segurança pública. Com esse levantamento, comprovamos que o medo não é apenas uma mera percepção — disse.

A pesquisa na íntegra será divulgada às 14h desta terça-feira no Hotel Plaza São Rafael, em Porto Alegre.

— Precisávamos medir com muito mais cuidado o que está acontecendo no Rio Grande do Sul. E aí surgiu a necessidade de um olhar científico — complementou o presidente, explicando a necessidade da pesquisa.

 

Deixe um comentário