Governador foi entrevistado no programa Gaúcha Atualidade desta quinta

O governador José Ivo Sartori fez um apelo nesta quinta-feira (15) aos deputados estaduais. Em entrevista ao programa Gaúcha Atualidade, Sartori pediu que os parlamentares ouçam a voz das ruas e aprovem o pacote de medidas que foi encaminhado pelo Executivo. 

“Nós não estamos pensando em nós, nem no partido, nem no meu governo, nós estamos pensando no futuro. Não queremos alterar absolutamente nada, nem as brigas do passado. Eu estou pensando nos 11 milhões mais de gaúchos e gaúchas. Não vai ser a pressão das próprias organizações, dos servidores ou das corporações que devem definir o futuro do Estado.”

O governador voltou a afirmar que não existe plano B, que é preciso dar continuidade às ações de redução das despesas. Sartori comentou ainda que está se propondo uma mudança, pois do jeito que está não se pode ficar.

Sobre o 13º salário do funcionalismo público estadual, o governador comentou que, por enquanto, não existe definição para o pagamento do benefício no fim do ano. O governo irá aguardar o comportamento das finanças, como a antecipação do IPVA e outros recursos que poderão dar fôlego às contas públicas. 

“Vamos procurar de todas as formas e maneiras que se efetivem as condições para que todos possam ficar satisfeitos”, avalia Sartori.

O governador comemorou a decisão dos senadores que, ontem, aprovaram o projeto que renegocia as dívidas dos estados com a União. O texto agora será apreciado pela Câmara dos Deputados, o que deve ocorrer hoje. O programa suspende por três anos a cobrança das dívidas dos estados com a União. O valor que deixará de ser repassado no período de carência, no entanto, não será perdoado.

GAÚCHA

Deixe um comentário