Representantes da ASSTBM e da ABAMF estiveram reunidos na Assembleia Legislativa, no início da tarde de 7 de março, com os deputados da bancada do PDT, Juliana Brizola, Gilmar Sossela, Ciro Simoni. Os diretores Jairo Rosa(ABAMF) e Dagoberto Walteman e Aline Venturini (ASSTBM) entregaram aos deputados a análise dos projetos, feita pelas entidades, que retiram  direitos dos brigadianos e solicitaram o apoio dos parlamentares para a rejeição das propostas do governo. Os representantes da  categoria buscarão apoio de todas as bancadas para evitar as medidas que diminuem os ganhos dos militares estaduais.

Entre as reivindicações, consta: REJEIÇÃO as PECs 258 –RETIRA AS GRATIFICAÇÕES POR TEMPO DE SERVIÇO – 242, 256 e 257( ESTABELECE O PAGAMENTO  DOS SALÁRIOS ATÉ O 20º DIA DO MÊS SUBSEQUENTE AO TRABALHADO). E ao projeto de lei 243 – extingue a promoção ao grau superior para os praças sem estabilidade.

Para as representações de nível médio, as propostas do governo servirão apenas para promover ARROCHO na remuneração dos brigadianos e desvalorizará a carreira. Isto provocará ainda mais prejuízo a segurança pública, que está sendo desmantelada pelo atual governo.

Paulo Rogério N. da Silva

Jornalista ABAMF

Deixe um comentário