Em outubro de 2016, efetivo do BOE participou da Operação Avante, que integra as ações do Santa Maria Segura
Foto: Jean Pimentel / Agencia RBS

Comando Regional não confirma o número de PMs que irão, mas diz que conseguiu aprovar horas extras para o efetivo que ficará na cidade

Diário de Santa Maria

A partir desta segunda-feira, Santa Maria perderá, temporariamente, boa parte dos policiais do Batalhão de Operações Especiais (BOE). O grupo será deslocado para Porto Alegre para reforçar o policiamento.

A ida do efetivo para a Capital foi determinada pelo Comando Estadual da Brigada Militar e atendida pelo Comando Regional de Polícia Ostensiva (CRPO) da Região Central. A determinação tem por objetivo reforçar as ações de segurança pública na Região Metropolitana.

O comandante do CRPO Central, coronel Ricardo Alex Hofmann, não revelou o total de policiais (informações extraoficiais dão conta que seriam mais de 100) que deixará Santa Maria, mas comenta que é “boa parte do efetivo”. Segundo ele, o BOE não é de Santa Maria, mas, sim, um efetivo que deve estar disponível para grandes operações em qualquer parte do Estado: 

_ É uma reserva da corporação que pode ser deslocada para atender grandes eventos, ações ou locais que exijam reforço na segurança pública. 

Para que o efetivo fosse liberado, o coronel Hoffmann garante que obteve do Comando Geral a liberação de horas extras. Segundo eles, isso garante que os policiais que ficarem em Santa Maria poderão manter as atividades sem comprometer a segurança da comunidade.

A suplementação para as horas extras deverá ser liberada nesta segunda-feira. O comandante do CRPO Central não soube informar por quanto tempo o efetivo permanecerá em Porto Alegre. Mas garante que será por, pelo menos, um mês.

Na tarde deste sábado, a assessoria da Secretaria de Segurança do Estado, que é chefiada pelo ex-prefeito de Santa Maria, Cezar Schirmer, confirmou o deslocamento de policiais do BOE para a Região Metropolitana para atuar em operações pontuais. A decisão, segundo a assessoria, teria partido do Comando Geral da Brigada Militar e foi acatada por Schirmer.

Deixe um comentário