Governador do RS prestou solidariedade à família do jovem morto em assalto na noite dessa terça

O governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, prestou solidariedade aos familiares e amigos do jovem morto na noite dessa terça-feira após um assalto no bairro São Geraldo, e disse que está sendo feito tudo o que se pode na segurança pública. Sartori reforçou que o tema é uma prioridade para o governo do Estado. Gabryel Machado Delgado foi morto com um tiro na cabeça. De acordo com uma testemunha, Delgado retornava da faculdade e estava chegando em casa quando encontrou um amigo na avenida Pernambuco. Um criminoso armado abordou os dois e pediu o celular do estudante. No momento em que entregou o aparelho, Delgado foi atingido por um disparo. O outro homem não foi ferido. O suspeito fugiu em seguida e não foi encontrado.

Sartori, convidado para participar de uma reunião-almoço na Federação das Associações Comerciais e de Serviços do Rio Grande do Sul (Federasul), nesta quarta-feira, voltou a comentar a construção de um presídio federal no RS. Frisou que existem muitos municípios interessados, mas não revelou os nomes. Ele acredita que a definição possa ser feita o mais rápido possível.

O governador voltou a destacar a chegada de mais de mil policiais que deve ocorrer entre junho e julho e rebateu as críticas sobre o deslocamento de policiais do interior do Estado para a Capital. Segundo ele, não faltarão policiais pois as ações serão intensificadas nas áreas de maior incidência de crimes, independente da região.

 
 
Fonte:Correio do Povo/rádio Guaíba

Deixe um comentário