Governo do RS anuncia que irá chamar 1.183 policiais

10
Secretário da Segurança Pública, Cezar Schirmer concedeu entrevista para detalhar chamamento dos policiais
Foto: Palácio Piratini / Divulgação / Divulgação

Governador detalhou que serão chamados 500 policiais militares aposentados e 683 concursados

O governador José Ivo Sartori anunciou, na manhã desta segunda-feira, autorização do chamamento de 500 polícias militares para atuar em escolas, videomonitoramento e serviços administrativos. Também serão convocados 683 concursados — sendo 421 PMs, 101 bombeiros militares, 141 agentes da polícia civil e 20 integrantes do quadro de saúde da BM. No total, serão 1.183 PMs que reforçarão o policiamento.

— Imediatamente após a entrada desses concursados, abriremos novo concurso para todas categorias da segurança — afirmou Sartori.

O secretário da Segurança, Cezar Schirmer, apontou que provavelmente em maio os PMs aposentados já estejam em serviço.

 — Com este ato, estamos zerando o passivo de chamamento de aprovados em concurso público na área da Segurança Pública do RS — disse Schirmer.

O número representa um alívio para a Brigada Militar, que tem dificuldades para manter o policiamento nas ruas gaúchas. Conforme números de dezembro, o efetivo seria de 17 mil PMs – o ideal, conforme a legislação estadual, seriam 20 mil homens a mais. A preocupação se intensifica, porque, segundo levantamento da Secretaria de Modernização Administrativa e Recursos Humanos, há 1.240 PMs aptos para ir para a reserva em 2017.

A coletiva foi comunicada por volta 7h desta segunda-feira, mas o governo não revelou o assunto até a hora do anúncio, que ocorreu às 10h no Palácio Piratini. Toda a alta cúpula do governo participou do encontro.

Sobre os policiais da reserva, a expectativa do governo é que eles estejam aptos a começar as atividades dentro de um mês. Eles receberão um benefício mensal de R$ 2,4 mil, além da aposentadoria.

Veja como foi a coletiva: