ASSTBM percorre Assembleia Legislativa buscando apoio contra o regime de urgência de projetos que afetam a BM

9

Na manha desta terça-feira (23 maio) o presidente da ASSTBM Aparício Santellano e os diretores Ricardo Agra e Rogerio Haselein, juntamente com o diretor da ABAMF, Jairo Rosa e os coordenadores da  ABERGS, Ubirajara Pereira e Alexandre Teixeira, percorreram gabinetes de deputados da Assembleia Legislativa em busca apoio para que não seja colocado em votação sobre regime de urgência, os projetos que afetam a vida dos servidores, entre eles: o do fim do Adicional de tempo de serviço, fim das licenças prêmios, fim de data fixa para pagamento dos salários e décimo terceiro, a PEC que acaba com a representação classista. Entre as Reuniões, damos destaque a realizada com o Coordenador da Bancada do PDT,  Deputado  Vinicius Ribeiro e do Sr. Afonso Rosa, coordenador Técnico da Bancada esta que tem se mostrado favorável as demandas da categoria,  impedido o andamento das proposta que afetam os Brigadianos, mantendo-se coerentes ao vinculo histórico de seu fundador Leonel Brizola e a Brigada Militar. Foi solicitado ao deputado e ao coordenador, que a bancada se posicione contrária as votações em regime de urgência, antes de aprofundar as discussões com as categorias e também aguardar definição federal sobre possíveis reformas na previdência dos militares federais, que poderão ter reflexos nas propostas dos militares estaduais.

A ASSTBM permanece em constante contato com deputados, fazendo pressão sobre estes, para demostrar que a aprovação de pacotes que venham prejudicar os brigadianos, retirando direitos, desmotivando a profissão e propiciando uma evasão de servidores, poderá ter reflexos ainda mais desastrosos na fragilizada segurança pública dos gaúchos

ASSTBM “ Nenhum direito a menos”