Policiais travam luta diária por sobrevivência do filho recém-nascido em Porto Alegre

8
Criança teve complicações no parto e sofreu lesões no sistema nervoso | Foto: Guilherme Testa

Criança teve complicações no parto e sofreu lesões no sistema nervoso

Correio do Povo

Com apenas um 1 mês e meio de vida, o pequeno Felipe Matheus Pires Rauber já enfrenta uma luta diária pela sobrevivência. Internado no Hospital Divina Providência desde seu nascimento, o filho dos policiais militares Fábio Carlos Rauber e Darele Pires Brum já passou por procedimentos cirúrgicos e se alimenta por sonda devido a complicações durante o parto. Para poder ir para casa, o bebê vai precisar de uma estrutura médica à disposição que os pais não têm condições de custear.

No dia 12 de junho, após 36 semanas de uma gestação considerada tranquila, Felipe nasceu de forma prematura. Na hora do parto, de acordo com os pais, ocorreu uma asfixia que fez com que o bebê nascesse quase sem vida e ficasse em coma, respirando por aparelhos e se alimentando por sonda. Após uma ressonância, constatou-se que, devido a este problema, ele havia ficado com lesões no sistema nervoso central.

Os pais ainda investigam as reais causas do incidente. A estimativa para o tratamento em casa gira em torno de R$ 20 mil. O plano de saúde da família conta apenas com uma neurologista pediátrica.