GAÚCHA ZH: Aparício Santellano: o mais importante é o preparo dos brigadianos

11

Para o presidente da Associação dos Sargentos, Subtenentes e Tenentes da BM e Bombeiros, manutenção da memória é importante, mas não se pode ignorar a necessidade de modernização e otimização de algumas áreas vitais para a Brigada Militar

A Associação dos Sargentos, Subtenentes e Tenentes da Brigada Militar e Bombeiros Militares do Estado (ASSTBM) comprende o valor do Ginásio da BM, não muito diferente dos demais imóveis da corporação, que há mais de 180 anos faz parte da história do Rio Grande Do Sul. Por outro lado, temos consciência das dificuldades e do orçamento enxuto que a instituição dispõe para custear suas ações operacionais para garantir a segurança da comunidade.

A Brigada Militar tem inúmeros imóveis, alguns subutilizados e em estado precário. Sabemos que o Estado passa por extrema dificuldade financeira que não lhe permite fazer a manutenção dos quartéis existentes e, muito menos, construir outros para suprir as necessidades institucionais. Esta situação tende a se agravar, caso uma intervenção com recursos não for feita em curto espaço de tempo. Os brigadianos não podem se arriscar trabalhando em estruturas precárias. Eles são os são os guardiões do patrimônio da Brigada Militar, porém, não podemos ignorar a necessidade de modernização e otimização de algumas áreas vitais para a Instituição.

A ASSTBM é favorável ao leilão do ginásio da Brigada Militar, imóvel destruído em evento climático e pouco usado pelos graduados e brigadianos fazendo curso, pois está localizado longe da Escola. E se uma parte do valor for destinada à construção de presídios, isso também contribui para a função maior de nossa instituição, que é proteger a sociedade. O Comando nos apresentou o projeto de troca de imóveis da BM o qual busca modernizar a corporação melhorando as condições de trabalho do efetivo. A contrapartida com o valor do leilão é a construção de um centro de treinamento para os soldados, sargentos e tenentes, com salas de aula e alojamentos integrados e modernos no complexo de ensino junto à área da Academia de Polícia Militar. Além de priorizar a formação e preparo da tropa, a construção de um centro de treinamento  vai facilitar o acesso de praças e tenentes para treinar e se manter fisicamente ativo.

Acreditamos que, pela proximidade, também os inativos e seus familiares, além da comunidade, poderão usar o novo centro desportivo, dando mais vida a toda a área. A BM precisa se modernizar e isto é um grande exemplo de avanço. A tropa quer um local adequado para treinar e se preparar. O dito valor histórico não pode ser maior do que o valor do preparo dos PMs. Nós queremos uma BM que dê boas condições de trabalho ao efetivo e não que fique apegada ao passado e em estruturas ineficientes.

Assim, antes de perdermos sua “guarda histórica” sem nada receber em troca, como já ocorreu em passado recente, quando áreas e espaços de grande valor imobiliário foram entregues a outros órgãos sem nenhum retorno à corporação, acreditamos que será melhor ter uma contrapartida com toda segurança jurídica em prol da Brigada Militar e que, principalmente, reverta em benefícios para a tropa, que necessita de suporte estrutural para bem desempenhar suas atividades e para o fim maior de nossa existência, a Ssociedade rio-grandense.

LINK GAUCHA ZH: https://gauchazh.clicrbs.com.br/opiniao/noticia/2018/02/aparicio-santellano-o-mais-importante-e-o-preparo-dos-brigadianos-cjd69nvpb06jc01phppcifk9v.html