No RS, ministro da Segurança promete investimento para combater criminalidade em Alvorada e Viamão

8
Ministro Jungmann (C) cumprimenta bombeiro acompanhado de Schirmer e Osmar Terra, deputado federal
Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

Municípios aparecem entre os 30 mais violentos do Brasil, de acordo com o Atlas da Violência, divulgado na semana passada

GAUCHAZH

Em passagem pelo Rio Grande do Sul, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, prometeu investimento federal para o combate à criminalidade em Alvorada Viamão. De acordo com o Atlas da Violência, divulgado na última sexta-feira (15), os municípios da Região Metropolitana aparecem entre os 30 mais violentos do país.

Ao lado do secretário da Segurança Pública, Cezar Schirmer, Jungmann disse que será marcada reunião em Brasília para discutir o repasse de verbas. Sem detalhar os planos, afirmou que o foco deve estar na prevenção voltada para jovens entre 15 e 24 anos das periferias.

— Para se ter ideia, 2% das cidades brasileiras concentram metade dos 62 mil homicídios do país. Viamão está entre esses 123 municípios, assim como Alvorada. Por isso, nossa decisão está em concentrar todos os ministérios da área social nesses locais — destacou o ministro.

Schirmer concordou com a necessidade de ações preventivas, mas reforçou que o Rio Grande do Sul também precisa de novas prisões. Hoje, o governo estadual trabalha para viabilizar a construção de cadeias em Viamão e Sapucaia do Sul.

— Finalmente, o governo federal acordou para o tema da segurança pública — disse Schirmer.

O desejo não tem acompanhado a agilidade das obras. Prometida há um ano e meio, a penitenciária federal de Charqueadas, na Região Carbonífera, segue na etapa inicial. Jungmann afirmou que os recursos estão garantidos, mas a construção ainda está na etapa de licitação para a investigação geotécnica do solo.

Na visita ao Estado, Jungmann entregou 16 caminhonetes para a segurança gaúcha — 14 serão destinadas à Brigada Militar e duas para o Corpo de Bombeiros em doação que soma R$ 2,2 milhões. Em 2018, os investimentos do Ministério da Segurança Pública ao Rio Grande do Sul ultrapassam R$ 4,7 milhões em equipamentos por meio de convênios firmados pelo Fundo Nacional de Segurança Pública.