31º Parcelamento de Salários, onde está o “Rio Grande Próspero e Feliz para TODOS”

15

O Governo Jose Ivo Sartori foi eleito pela população gaúcha com a promessa de fazer um novo Rio Grande, próspero e feliz a todos, como diz no slogan da sua administração.

Mas no seu primeiro ato como governador foi de editar o Decreto 52.230/15, determinando que não haveriam contratações de pessoal, promoções, pagamento de serviço extraordinário, diárias aos servidores da Brigada Militar e aos demais integrantes da segurança pública, quebrando um planejamento de combate a violência e deixando a sociedade nas mãos dos bandidos.

Foi na gestão do atual governo estadual, que entre 2015 e 2016, mais de 3 mil integrantes da BM foram embora da Corporação, abrindo um claro no efetivo policial de mais de 65%, e com isto diminuindo a atuação dos policias em favor do povo gaúcho.

Alegando dificuldades financeiras o governo do estado aumentou impostos da gasolina, diesel, telefone e outros serviços e produtos, privatizou empresas publicas, demitiu funcionários, conseguiu liminar no STF para não pagar a dívida do Estado junto ao Governo Federal, editou decretos proibindo até concurso público, afirmou que com estas ações o Rio Grande do Sul estaria salvo, mas na prática nada aconteceu de diferente, continuamos sem receber nosso sagrados salários e sendo massacrados pelo aumento da violência, são pais e mães, filhos e filhas que sofrem com a criminalidade que avança enquanto o governo do estado continua sem cumprir seu papel para qual foi eleito com promessas e compromissos até agora não realizados.

ONDE ESTÁ O DINHEIRO????

Os homens e mulheres da BM e e Bombeiros, que diariamente cumprem suas missões de defender o povo gaúcho estão cansados de não terem seus direitos respeitados, nem sequer os próprios salários em dia recebem.  Recente pesquisa  realizadas junto ao povo gaúcho apontou que 77% da população evita sair a noite por medo da violência e 82,5% dos porto-alegrenses acham a capital gaucha uma cidade bastante violenta (revista veja de 07/02/2018). Isto tudo confirmado  no relatório nacional do 11º anuário do  fórum de segurança pública  onde o estado do RS tem o terceiro maior  índice de assassinatos do Brasil, (64,1) por cada 100 mil habitantes.

Mais uma vez os Brigadianos e Brigadianas sofrem com o atual governo,  que parcela salários pela 31ª vez.

Senhor Governador !!!! Não adianta propaganda em massa de um Rio Grande melhor se os verdadeiros operadores da segurança dos gaúchos estão com suas almas e corpos cansados pela desvalorização, nunca se prende o pensamento das pessoas.

 “Pelo poder da vontade e não pela vontade do poder”