Nota conjunta das entidades sobre propostas de alterações na carreira de nível médio

3208

As entidades que representam o nível médio da BM  tomaram conhecimento através das redes sociais, sobre o projeto de Emenda à Constituição Estadual encaminhado pela ASOFBM ( Associação dos Oficias da Brigada Militar) à Casa Civil do Estado. Recebemos com estranheza tal iniciativa, sem antes ter conversado com as representantes desta carreira, que tem a legitimidade para tratar de qualquer proposta da carreira de nível médio, bem como as entidades independentes, parceiras na luta por melhorias na carreira.

Dos pontos citados na proposta, temos o seguinte entendimento:

– Carreira Jurídica dos Oficias Superiores: A ASOFBM representa os interesses da Carreira de Nível Superior da BM, sendo legítima para buscar o que julgar melhor, para quem de oficio representa. As entidades de nível médio não se opõem a nada que venha em benefício dos integrantes da corporação, independe de que classe estejam, nossa ÚNICA preocupação são os direitos dos servidores de nível médio, entre elas, a verticalidade que ora se aplica, a qual não abrimos mão a não ser que seja dada uma garantia de que, qualquer percentual aplicado a uma carreira, seja aplicado a outra também .

– Ingresso com nível superior para Soldados: Esta é uma demanda legítima e importante, que estamos em tratativas desde o governo passado, com o Comando da Brigada Militar e com a própria Secretaria de Segurança Pública. É uma mudança importante, acreditamos estar bem encaminhada para uma futura restruturação da carreira, prometida pelo Governador Eduardo Leite.

– Mudança na forma de soldo para Subsídios: Compreendemos que essa mudança é inevitável, devido a questões legais e de reestruturação das carreiras. Quando o governo fala em frear o crescimento vegetativo das folhas de pagamento, esta é a única forma que garante não trazer prejuízos futuros aos integrantes da BM.

– Proposta das entidades junto ao Governo: Compreendemos a necessidade urgente de reestruturação da carreira, não podemos mais aceitar que um Soldado fique estagnado no mesmo posto há mais de 20 anos, sem ter nenhuma expectativa de ascensão, que não seja os Concursos internos de frequência irregular.

Para tal, independente de reestruturação da carreira, estamos desde o final do ano passado e mais incisivamente neste ano, tratando com o Comando da Corporação e a Secretaria de Segurança, o retorno IMEDIATO da promoção a graduação de 3º Sargento por tempo de serviço, com isso trazendo um alento a estes servidores, independe de mudanças futuras na carreira.

Por fim reafirmamos nosso compromisso de transparência e respeito com quem representamos, nenhuma proposta será avalizada pelas entidades sem que antes seja discutida com a categoria. Reafirmado pela promessa do Sr. Governador durante a campanha, em reunião com as Entidades, onde garantiu que nenhuma mudança ocorreria sem que houvesse primeiramente o diálogo com os representantes de cada categoria.

Aparício Santellano – Presidente ASSTBM